O que é pub

O que é pub

Se você quer saber o que é pub, chegou ao lugar certo. E para responder a essa pergunta, primeiro lembre a última vez em que você entrou em algum estabelecimento com pessoas conhecidas, cervejas espetaculares e um clima de confraternização. Será que era um bar ou um pub?

Primeiro é importante deixar claro uma coisa: o que existe no Brasil não é pub. Pode até ter a cara de um pub, o cheiro de um pub e a cerveja de um pub. Mas não é pub.

Porque pub é um tipo de bar. Mas não qualquer bar. É um tipo de bar com história.

E agora você vai descobrir por quê.

O que é pub: da história às curiosidades

Na prática, é fácil explicar o que é pub lembrando o significado dessa palavra: é uma abreviação de public house, que designa a essência de um ambiente com um apelo comunitário. Por definição, são estabelecimentos licenciados para servir bebidas alcoólicas.

Só no Reino Unido, há mais de 50 mil dessas instituições etílicas. Os pubs são, simultaneamente, parte da cultura popular britânica e atração turística para qualquer um que visite a Inglaterra.

Você pode gostar: 21 Pubs em Londres para conhecer antes de morrer!

Então, que tal aprender tudo sobre esses templos da cerveja?

Vinho?

Os primeiros protótipos de pubs surgiram cerca de 2 mil anos atrás, a partir da vinda dos romanos. Foram eles que construíram ao longo das estradas e cidades da Grã-Bretanha as chamadas tavernas, onde eram comercializados vinhos.

A herança romana sobreviveu e se readaptou de acordo com a clientela, considerando a invasão dos povos anglo-saxões, além dos vikings dinamarqueses e escandinavos. O vinho passou a dar lugar à bebida mais requisitada em qualquer pub que se preze: a cerveja. Assim, as tabernas abriram espaço às chamadas alehouses (casas de cerveja).

Calma lá com a bebida

Essas alehouses se popularizaram tanto, que o Rei Edgar, no ano de 965 (não está faltando número aí), determinou que poderia haver apenas uma casa de cerveja em cada vilarejo. Essa regra não demorou para ser abolida, claro. Em 1577, um censo identificou um pub para cada 187 pessoas na Inglaterra e no País de Gales.

Esse termo abrange diferentes estabelecimentos daquela época. Havia inns (hospedarias com bar no andar de baixo), tabernas (mercados de origem romana que também vendiam bebidas) e alehouses (casas de cerveja instituídas pelos anglo-saxões, que produziam sua própria cerveja).

Nos vilarejos, os pubs eram pontos de encontro e seus donos os utilizavam como sustento da família. A maioria deles morava no próprio andar de cima do estabelecimento. Os moradores locais costumavam visitar sempre o mesmo pub, por isso eram chamados de regulars. Captou a essência comunitária da história?

O problema é que muitos regulars eram regulars demais. Por isso, diversas leis foram criadas para controlar a bebida. No século 16, surgiu o primeiro ato que exigia uma licença para a venda de bebidas alcoolicas. No século 19, houve as primeiras limitações de horários. Assim começou aquela tradição de tocar sinos para anunciar os últimos pedidos de cerveja.

A última legislação sobre o assunto, que entrou em vigor no fim de 2005, estabelece que os pubs podem solicitar licença para funcionar até depois das 23h. A concessão depende da violência no entorno do pub, do cumprimento de requisitos referentes ao abafamento de som, entre outros.

Ao longo dos anos, os pubs se reinventaram. Atualmente, eles podem oferecer aperitivos, jogos de tabuleiro e dardos, shows de blues, andares temáticos, uma vasta carta de bebidas e atrair jovens, velhos, solteiros, casados e famílias. Mesmo assim, ao entrar em um pub, você vai entender do que estamos falando.

5 curiosidades sobre os pubs

Viu só que, para entender o que é pub, é preciso voltar um pouquinho na história? E, para complementar este pequeno guia sobre o assunto, separamos cinco curiosidades rápidas sobre eles:

  1. De acordo com o Guinness Book of Records, o pub mais antigo da Grã-Bretanha ainda em funcionamento é o Ye Olde Fighting Cocks. Ele foi construído no século 11 e fica em St Albans, cidade situada ao sul do condado de Hertfordshire. Recebeu este nome devido às brigas de galo que eram comuns no local.
  1. Existem mais de 50 mil pubs no Reino Unido, e oito em cada 10 adultos se consideram frequentadores assíduos desses estabelecimentos.
  1. Em geral, os pubs fecham durante a semana às 23h. Por isso, todo pub legítimo tem um sino para anunciar os últimos pedidos, alguns minutos antes do fechamento.
  1. Os barris de cerveja costumam ser armazenados em adegas, que ficam no subsolo dos pubs.
  1. Foi no famoso Cavern Club, pub situado em Liverpool, que os Beatles começaram a sua carreira.
Yeah, Yeah, Yeah: Cavern Club, em Liverpool, parece de fato uma caverna. Foto: Mapa de Londres

Pub inglês ou pub irlandês?

Bem perto da Inglaterra está a República da Irlanda, outro país em que o pub é uma tradição: anualmente, cada cidadão consome 100 litros de bebida alcoólica. Mas há diferenças entre um pub inglês e um pub irlandês?

Fachada de um pub inglês, o Princess Louise, da era vitoriana. Foto: Mapa de Londres
Ao longo dos anos, começaram a se moldar algumas distinções sutis entre eles. Do ponto de vista comercial, o que os distingue é que os pubs ingleses – em sua maioria – hoje são ligados a cervejarias específicas e costumam dar prioridade aos produtos delas. Muitos dos pubs irlandeses, em contrapartida, ainda são empresas pequenas e familiares.

Em relação à apropriação do estabelecimento por parte dos frequentadores, algumas diferenças também podem ser ressaltadas. Nos pubs da Inglaterra, consumir bebidas ainda é o que motiva a maioria das pessoas a ocuparem os pubs. Na Irlanda, eles também atraem consumidores que gostam de dançar ou assistir jogos de rugby, futebol e hurling.

Nesse contexto, uma diferença que costuma ser percebida entre um pub de Londres e um de Dublin é que na Irlanda há uma disposição maior para a música ao vivo. E uma recepção calorosa também: os irlandeses adoram participar da cantoria, especialmente das cantigas mais tradicionais.

Pub x Bar

Agora que você já conhece as raízes históricas dos pubs, provavelmente já identificou algumas das diferenças entre um pub e qualquer outro bar. De forma geral, podemos apontar pelo menos quatro aspectos nos quais eles se distinguem. Veja:

  1. Frequentadores

Os tradicionais pubs ingleses são ambientes comunitários, onde as pessoas se reúnem para conversar e tomar uma cerveja. No fim do trabalho, antes de voltar para casa, as pessoas costumam se encontrar nesse local para confraternizar com colegas, amigos e familiares no happy hour, Cada vizinhança costuma ter seu pub local, o que não é uma premissa para um bar.

  1. Chopeiras

A principal função de um pub é ser o ponto de encontro para quem deseja saborear uma deliciosa cerveja. Os estabelecimentos mais tradicionais nunca deixam de oferecer a bebida – muitas vezes feita no próprio pub – servida direto do barril. Nos bares, às vezes só existem versões engarrafadas, e muitos privilegiam coquetéis.

Nossa CHOPPEIRA

3. Balcão

Em pubs, você não precisa necessariamente ter uma mesa para sentar. Você pode tranquilamente frequentar esse local apenas para beber uma cerveja no balcão. Esta é, inclusive, outra característica deles: você geralmente pede a bebida no bar e paga na hora. Uma dica é pedir para experimentar a cerveja se você não a conhece. Em um pub, isso é comum. Só não vale pedir para experimentar uma Guinness: o barman vai achar que você está brincando.

4. Atrações principais

Um bar pode ter inúmeras atrações, como shows específicos, coquetéis preparados de um jeito especial ou uma decoração temática. Já um pub costuma ter duas atrações: a cerveja e as pessoas. É um lugar para trocar ideias enquanto se saboreia uma boa pint de Ale, Stout ou Lager, em um ritual seguido por dezenas de milhares de pessoas há dois mil anos.

E aí, entendeu o que é pub e qual a importância dessa instituição britânica? Comente!

Fonte: Mapa de Londres

O que é pub

Uma choppinho eleva o espírito

1 Festival Braseiro do Baé Chopp

1 Festival Braseiro do Baé Chopp

CARDÁPIO CARNES: Costela bovina - Porco - Frango - Linguiças diversasAcompanhamento: Arroz; Feijão Tropeiro; Mandioca; Vinagrete; Abacaxi BEBIDAS:– Chopp (Pilsen, Puro Malte, Escuro)– Refrigerantes (diversos)– Água c/gás– Água s/gás 1º LOTEHOMENS: 100,00MULHERES:...

ler mais
Promoção semanal

Promoção semanal

Ir no Baé Chopp sempre é uma questão de lazer. Às vezes vamos comer carne, peixe e por aí vai. Mas, independente do intuito principal da comida, quase sempre dá pra tomar aquele chopp gelado. E eventualmente se tiver promoção, melhor ainda! Surpreendentemente esta...

ler mais
Licença Creative Commons

Tipos de copos para beber cerveja

Tipos de copos para beber cerveja

Quando se trata de cerveja, nem todos os copos são iguais.

Claro, você pode tomar sua cerveja favorita em qualquer um deles e resolver o problema, mas há uma razão pela qual estilos específicos de cerveja são tradicionalmente servidos em certos tipos de copos.

Não é apenas pela aparência (embora isso conte). As diferentes formas e estilos de copos no mercado foram projetados para tornar mais pronunciados ou melhorar os compostos aromáticos de cada tipo de cerveja. E como todos sabemos, o olfato tem um enorme impacto na forma como percebemos o sabor, portanto, o copo de cerveja certo pode levar sua experiência de beber cerveja a novos patamares.

Aqui listamos alguns tipos comuns de copos de cerveja e com quais estilos eles são ideais.

tipos de copos para beber cerveja
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • LinkedIn
  • Myspace
  • Gmail
tipos de copos para beber cerveja
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • LinkedIn
  • Myspace
  • Gmail
tipos de copos para beber cerveja
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • LinkedIn
  • Myspace
  • Gmail
tipos de copos para beber cerveja
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • LinkedIn
  • Myspace
  • Gmail
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • LinkedIn
  • Myspace
  • Gmail
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • LinkedIn
  • Myspace
  • Gmail
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • LinkedIn
  • Myspace
  • Gmail

I. Copos American Pint (Conical)

O copo de pint americano simples de 16 onças (473mL) é um pouco mais largo na boca do que na base. Você o encontrará em grande número em bares e restaurantes nos Estados Unidos, onde é usado para servir uma ampla variedade de estilos de cerveja. 

Sua onipresença deve-se ao fato de ser relativamente barato de fabricar e fácil de limpar e armazenar.

O design básico do copo americano não melhora nem prejudica seriamente qualquer estilo de cerveja em particular. Considere-o como um copo comum e versátil.

II. Copos Imperial Pint (Nonic)

Parente próximo do copo americano, o copo imperial é um copo simples utilizado para todo tipo de cerveja. Ao contrário de sua contraparte americana, o Imperial tem a capacidade de 20 onças (591mL). Também se difere por apresentar um pequeno ressalto na boca, que serve para melhorar a pegada e evitar que eles grudem quando empilhados. 

Considere o seu copo básico para cervejas britânicas como: India pale ale, amber/red ale, brown ale, porter, milk stout, oatmeal stout e Scotch ale.

Copo Pilsner

Alto, fino e um pouco mais largo na boca, um copo pilsner torna visível o brilho, a clareza e as bolhas das pilsners e outras cervejas mais leves. Ao mesmo tempo, ajuda a reter o colarinho de uma cerveja, o que mantém aromáticos voláteis trancados sob o nariz. Normalmente, os copos pilsner contêm menos cerveja, geralmente entre 12 e 14 onças (350 a 400 mL).

Estes copos são apropriados para: Pilsner, American adjunct lagers, bock, helles bock, maibock, Vienna lager, blonde ale, California common, Japanese rice lager e witbier.

III. Copo Tulipa (ou copo belga)

Com um corpo bulboso e um lábio fechado, o copo de tulipa é projetado para capturar o colarinho e promover o aroma e sabor de cervejas belgas e outras cervejas maltadas e lupuladas. Sua haste curta facilita a agitação, melhorando ainda mais sua experiência sensorial.

É o copo ideal para: Belgian strong ale, Belgian dark ale, barleywine, double/imperial IPA, Belgian IPA, Belgian pale ale, bière de garde, Flanders red ale, gueuze, fruit lambic, saison, American wild ale, Scotch ale.

.

IV. Copo Thistle

Uma versão modificada do copo de tulipa, com a forma de um de cardo, lembra a flor nacional da Escócia (o cardo). É caracterizada por uma haste curta, fundo bulboso e seção superior alongada que é visivelmente mais nítida e angular do que a da tulipa.

V. Copo IPA

Os ressaltos icônicos do copo IPA arejam sua cerveja lupulada favorita a cada gole, liberando aromáticos voláteis no processo. Enquanto isso, o corpo alto e cônico se concentra e direciona os aromas do lúpulo para o nariz. 

Alguns IPA também são nucleados (gravados) na parte inferior para ajudar a liberar carbonatação e promover um fluxo constante de bolhas. Certamente, é o copo ideal para todas as IPAs.

VI. Canecas de cerveja

As canecas de cerveja vêm em uma variedade de formas e tamanhos. O que vale para todas as canecas de cerveja, no entanto, é a alça que se projeta de um lado. É um recurso de design que, como uma haste, ajuda a impedir a transferência de calor da sua mão para a cerveja. As canecas de cerveja também tendem a ter paredes de vidro relativamente grossas para maior durabilidade e isolamento. Elas são copos clássicos de pub.

Por terem um corpo simples e boa propriedades de isolamento, são boas para cervejas americanas, alemãs, inglesas e irlandesas de todos os tipos.

Outros estilos

Com uma vasta história e centenas de copos, fica inviável descrever todos os copos aqui, mas pra quem tem interesse, existe a descrição na Wikipédia de cada um dos seguintes estilos (em inglês):
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • LinkedIn
  • Myspace
  • Gmail

GENTE BONITA - Baé Chopp

Curiosidades sobre bares

Primeiramente, um bar é um estabelecimento comercial com balcão e pequenas mesas em que se servem bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Além disso, em geral, são todavia servidos petiscos e outras iguarias.

Certamente, há pequenas diferenças entre pubs, bares, botecos e tavernas, contudo, todos eles locais, onde bebidas alcoólicas são comercializadas.

“Bar” origina-se do inglês bar, que designa o mesmo tipo de estabelecimento. Originalmente, o termo significava “barra”, aquela que fica na base do balcão e em que se apoiam os pés. Contudo, outra versão para o significado do nome é a barra (trave) de madeira em que se amarravam os cavalos nos saloons do Velho Oeste estadunidense.

Na Babilônia, já existiam as chamadas tavernas em 1772 a.C., data do Código de Hamurábi, que previa pena capital para o dono do estabelecimento comercial que misturasse água na cerveja. As tavernas, inicialmente, eram pousadas para os viajantes, cujo serviço de bebidas era um complemento. Com o passar dos anos, passou a servir também aos residentes locais, geralmente de classe baixa, passando a oferecer, também, música, prostitutas, jogo de dados e brigas de galo. As tavernas reuniam marinheiros, criminosos e conspiradores e eram desprezadas pela elite. Esses serviços desapareceram com a queda de Roma, retornando no século XV.

O bar mais antigo ainda em funcionamento é o Ye Olde Fighting Cocks, na cidade de St. Albans, na Inglaterra, que foi fundado em 1539. O termo “bar” surgiu em 1590 para denominar a barra existente no balcão e que servia para impedir os clientes de se debruçarem e incomodarem o barman. No Brasil, os bares surgiram com a chegada da família real em 1808, que trouxe os costumes da Europa. Eram destinados aos clientes de maior ascensão econômica. O boteco é um bar popular, seu nome vem de “bodega” (venda). Até a revolução dos costumes em meados do século XX, as “mulheres de família” não frequentavam bares, botecos ou tavernas.

Uma tendência recente é a criação de bares onde os animais de estimação dos clientes também são servidos. Afinal, estas são as Curiosidades sobre bares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Pin It on Pinterest